Se mexer na Previdência, o Brasil vai parar!

O presidente ilegítimo se prepara para colocar em votação, no dia 06 de dezembro desde ano, uma nova versão da malfadada Reforma da Previdência, que foi propagandeada como “enxuta” e que retira privilégios, mas, na verdade, ataca, principalmente, a classe trabalhadora, em particular os da educação, ao colocar em risco a aposentadoria especial.

É preciso termos clareza que essa aposentadoria não é privilégio, como afirma os golpistas. Ela é uma necessidade pelo desgaste da jornada educacional.

No entanto, os verdadeiros privilegiados continuam intocáveis, mostrando que o foco da agressão são os mais pobres, que terão de trabalhar mais, ganhar menos e, se quiser receber o valor integral da aposentadoria, terão que contribuir durante 40 anos, sem ficar nenhum período desempregado, agravando ainda mais a situação daqueles(as) que já foram duramente atingidos(as) pelo desmonte da CLT.

Precisamos entender que essa é uma luta de classes. Se a crise e os ataques se intensificam, é necessária a nossa reação, de forma organizada e pacífica, como sempre fizemos. Assim, a CUT e as demais centrais sindicais decidiram realizar, no dia 5 de dezembro, uma Greve Nacional em Defesa da Previdência e dos Direitos da Classe Trabalhadora, que deve contar com o apoio, mobilização e participação de todos os trabalhadores e trabalhadoras, independentemente da categoria, pois, temos motivos de sobra para cruzar os braços e ir às ruas para denunciar o “crime” e a tragédia social que essa “reforma” representa.

A base do SINPROJA já aprovou, em assembleia, acatar os chamados da CNTE e da CUT.

Conscientes do papel da nossa categoria no enfrentamento dos desafios postos e da importância de aglutinar forças no sentido de lutar para barrar essa perversa Reforma da Previdência, que busca acabar com o sistema público de aposentadoria para mais uma vez, beneficiar o sistema financeiro, é fundamental que nossa indignação nos leve à luta!

Por isso, vamos parar dia 05 de dezembro!

 

GREVE NACIONAL!

O Brasil vai parar!

 

SINPROJA, 24 anos de Luta em Defesa da Educação Jaboatonense!

 

Filiado a CNTE e CUT